Monitorando a Terapia nutricional | Unidos pela nutrição clínica

Monitorando a Terapia nutricional

Medindo a Eficácia da Terapia Nutricional

Monitorar a condição do paciente é fundamental para alcançar um resultado ideal e auxiliar a recuperação. O monitoramento adequado, por meio de documentação e controle cuidadosos, podem auxiliar a eficáciada terapia nutricional. O estado do paciente deve ser monitorado por medidas e observações definidas, como o registro da ingestão alimentar, peso e função corporais e, quando apropriado, parâmetros laboratoriais (por exemplo, parâmetros sanguíneos). Os resultados desse monitoramento podem levar a adaptações, se necessário, do plano de terapia nutricional durante o curso da condição do paciente.

Monitoramento e Acompanhamento da Ingestão de Alimentos e Líquidos

Pelo menos uma vez por semana, deve ser realizado o monitoramento e acompanhamento da ingestão nutricional e de líquidos para garantir uma terapia nutricional eficaz. Documentar o desenvolvimento do peso ajuda a fornecer dados adicionais ao estado nutricional do paciente, bem como a realização de exames laboratoriais de diversos parâmetros sanguíneos. O monitoramento deve ser usado para determinar a adequação da terapia nutricional.

O monitoramento regular do paciente deve incluir:

  • Reavaliação Semanal: Monitorar o ganho e/ou perda de peso. Em alguns casos, deve ser considerada a incidência de edema.
  • Registro Nutricional Diário: Para pacientes que recebem nutrição parenteral ou enteral, um registro nutricional diário e protocolos de líquidos deve ser mantido para monitorar a ingestão de energia, proteína e líquidos.
  • Exames Laboratoriais: Conforme for apropriado, parâmetros sanguíneos devem ser monitorados, incluindo albumina, transferrina, pré-albumina e proteína de ligação ao retinol1,2,3

Monitoramento de nutrição parenteral na clínica:3

Monitorando parâmetros para NP na clínica

Determine a Necessidade de Suplementos Nutricionais

Os resultados da documentação protocolar de alimentos e líquidos, juntamente com os parâmetros sanguíneos, podem ajudar os clínicos a calcular a suplementação nutricional e a substituição de líquidos necessárias ao paciente.

  • 1. Coulston AM, Rock C, Elaine R. Nutrition in the Prevention and Treatment of Disease. Monsen: Elsevier 2001.
  • 2. Kondrup J, Allison SP, Elia M et al. ESPEN Guidelines for Nutrition Screening 2002. Clin Nutr 2003;22:415–421.
  • 3. a. b. Austrian Society of Clinical Nutrition (AKE). Recommendations for enteral and parenteral nutrition in adults. Vienna 2008.

mais informações

profissional da saúde falando com pacientes idosos sentadosartigoBoa Prática Nutricional
profissional
nutricionista
enfermeiro/a
farmacêutico/a
médico/a
Identificação e Avaliação do Risco Nutricional
profissionais da saúde estudando o prontuárioartigoPlano de Terapia Nutricional
nutricionista
farmacêutico/a
médico/a
Plano de Terapia Nutricional
Profissionais da saúde monitorando a NP do paciente no leito hospitalarartigoMonitorando a Nutrição Parenteral
nutricionista
enfermeiro/a
farmacêutico/a
médico/a
Monitorando de Terapia Nutricional