Aprendendo mais sobre a nutrição clínica | Unidos pela nutrição clínica

Aprendendo mais sobre a nutrição clínica

Opiniões de especialistas sobre a importância da nutrição clínica

Durante o congresso anual da Sociedade Europeia de Nutrição Clínica e Metabolismo (ESPEN), vários especialistas foram entrevistados quanto a suas opiniões sobre a nutrição clínica, enfatizando sua importância. A nutrição clínica é, muitas vezes, desconsiderada em muitos hospitais da América Latina. Segundo especialistas, todos nós devemos trabalhar juntos para tomar medidas que garantam que a nutrição clínica seja devidamente iniciada. Estes são alguns dos especialistas que contribuíram para a discussão:

  • Dr. Dan Linetzky Waitzberg, PhD: cirurgião gastrointestinal e nutrólogo da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, no Brasil
  • Carolina Méndez Martínez: nutricionista da Universidade Nacional da Colômbia
  • Drª. Karin Papapietro: médica cirurgiã da Faculdade de Medicina da Universidade do Chile

O Congresso da ESPEN é um encontro anual que aborda vários tópicos nos campos da nutrição parenteral e enteral, e que recentemente reuniu mais de 3 mil participantes de 82 países de todo o mundo. Em setembro de 2015, o Congresso Anual da ESPEN foi realizado em Lisboa, no qual foram conduzidas diversas entrevistas com renomados especialistas da América Latina. Abaixo você encontrará vídeos e mais informações sobre as opiniões e ideias desses especialistas.

Qual é o papel da nutrição clínica nos hospitais e como podemos implementá-la melhor?

Dr. Dan Linetzky Waitzberg:     
A desnutrição clínica na América Latina pode ser atribuída a quatro fatores, como questões socioeconômicas de um país, incidência de doenças como câncer, obesidade e diabetes, a falta de conhecimento sobre a importância da nutrição clínica ou a falta de orientação sobre a nutrição adequada. Precisamos entender que a medicina ou a assistência à saúde hoje em dia é multidisciplinar e multiprofissional. Não há mais uma figura principal que direciona a pessoa; há um grupo que caminha junto para melhorar a saúde dos pacientes. Neste sentido, enfermeiros, nutricionistas e farmacêuticos têm um papel fundamental, juntamente com médicos, psicólogos e terapeutas.

Carolina Méndez Martínez:          
Muitas pessoas nos hospitais acham que a nutrição clínica é simplesmente estabelecer uma dieta hospitalar e não reconhecem sua importância no tratamento do paciente. A nutrição clínica deve ser parte integrante do tratamento. O que fazemos é seguir o paciente no estágio metabólico e fornecer mudanças adequadas de acordo com suas necessidades. 

Drª. Karin Papapietro:  
Na minha prática diária, o foco principal é defender a importância da nutrição clínica, sensibilizar a equipe do hospital e da área de saúde sobre a questão e tentar criar equipes multidisciplinares capazes de atender as necessidades nutricionais do paciente. Acho que há dois aspectos que podem ser melhorados: os que estão relacionados aos recursos humanos e nossa intervenção como profissionais de saúde. Devemos ser capazes de complementar os diferentes aspectos, para que possamos atender as necessidades de nossos pacientes em termos de proteínas e calorias o mais rapidamente possível. Precisamos poder realizar uma intervenção dinâmica, seja através de suplementos orais, seja com a nutrição enteral. E, quando percebermos que isso não é suficiente, precisamos complementar com nutrição parenteral.

Entrevista do Dr. Dan Linetzky Waitzberg, na qual ele dá sua opinião sobre a nutrição clínica

Entrevista de Carolina Méndez Martínez, na qual ela dá sua opinião sobre a nutrição clínica

Entrevista da Drª. Karin Papapietro, na qual ela dá sua opinião sobre a nutrição clínica